O Lago de Como

O lago de Como proporciona uma das vistas mais bonitas da Lombardia. O cenário é absolutamente deslumbrante: um lago cristalino com muitos tons de azul, rodeado por montanhas e florestas, que abriga dezenas de cidadezinhas, vilas históricas, igrejas centenárias, castelos medievais e casas coloridas. Sem falar na beleza das flores e na infinidade de cores, é indescritível.

Um pouquinho de informação: O lago de Como é o terceiro maior lago da Itália, depois do lago de Garda e do lago Maggiore. Trata-se de um lago glacial, ou seja, é formado pelas depressões das geleiras derretidas. É um dos lagos mais profundos da Europa, perto de Argegno atinge os 414 metros de profundidade.

Como ir de Milão a Como?
Você pode ir de Milão a Como de carro ou de trem. De carro, basta pegar a estrada A9 Milano-Como-Chiasso que, depois de meia hora, 50 quilômetros e 4 euros muito bem gastos com pedágio, você estará em Como, aí é só colocar o carro no estacionamento ou nas áreas onde é permitido estacionar (há uma linha azul pintada no chão, se a linha for amarela não estacione, essas vagas são destinadas aos moradores de Como) e comprar o bilhete da zona azul na máquina (€ 2 a hora).
O trem para Como sai da estação Cadorna e da estação central, a passagem custa aproximadamente € 10 (ida e volta), o trajeto dura em torno de 1 hora e você desembarcará em frente ao lago (estação Como Nord Lago).
A companhia de trem que opera no lago de Como é a Trenord, a passagem pode ser comprada por internet, nas máquinas que estão dentro das estações de trem ou nos guichês. O preço é sempre o mesmo, comprando com antecedência ou diretamente no caixa.

Bellagio – conhecida como a pérola do lago, é uma das cidadezinhas mais bonitas e mais românticas do lago de Como. As principais atrações são a Villa Serbelloni e o lindo jardim da Villa Melzi.

Como – com pouco mais de 90.000 habitantes, é a maior cidade do lago. Os principais pontos turísticos são as igrejas, a vila Olmo e o templo em homenagem ao cientista Alessandro Volta.

Ilha de Comacina – é a única ilha do lago. Rica em testemunhos históricos, conserva o oratório barroco de San Giovanni e as ruínas da basílica romana de Sant’Eufemia.

Laglio – é famosa pela histórica Villa Oleandra, ou melhor, é famosa porque o ator George Clooney é proprietário da histórica Villa Oleandra.
Para chegar a Laglio, você deve ir de barco particular ou de ônibus (linha C10/20 Como-Argegno), o barco público não para ali.

Tremezzo – é conhecida pela vista central do lago e pela magnífica Villa Carlotta, um dos palácios mais visitados da região.

Varenna – de frente para Bellagio com ruazinhas estreitas e íngremes repletas de lojas e restaurantes, a bela cidade é dominada pelo castelo de Vezio e adornada com a vila Mostero.

Qual é a melhor época para visitar o lago de Como: final de março ao final outubro, ou seja, primavera, verão e começo do outono. Alguns pontos turísticos como a ilha de Comacina, a vila Carlotta, a vila Melzi, a vila Monastero e o castelo de Vezio fecham nos primeiros dias de novembro e só reabrem no final de março.
O ideal é visitar o lago de Como nessa época, mas se você estiver em Milão em outro período, não deixe de conhecer Como e Bellagio.
O lago de Como no inverno também é pra lá de romântico.

Compartilhe:

    

Comentários


Entre em contato

Endereço:
Rua Marcondes Salgado, 1134 Sala 6
Ribeirão Preto - São Paulo
CEP: 14010-150

Telefone:
(16) 3941-3086

E-mail:
contato@livreacesso.tur.br

Curta nossa Fanpage


Acompanhe no Twitter